MEI - um pequeno negócio e o início de um sonho.


Não é de hoje que ouvimos a frase: Meu sonho é ter meu próprio negócio e trabalhar pra mim.

Porém, a grande maioria dos empreendedores que sonham em um dia trabalhar para si, desconhecem a verdadeira realidade dessa categoria. Carga tributária massacrante, pouco ou nenhum interesse pela classe por parte do governo, baixo estímulo ao crédito e pouco incentivo fiscal para baixa de juros.

Tudo isso torna o ato de empreender algo extremamente inviável. Digo que quem empreende no Brasil, consegue empreender em qualquer outro lugar do mundo. Já somos vencedores só por acreditar e enfrentar todas essas adversidades, e mesmo assim, ainda conseguimos crescer e nos multiplicar.

Para quem está começando e deseja se formalizar, existe o MEI - Microempreendedor Individual, uma categoria com um imposto fixo que pode variar de R$ 47 a R$ 53 reais e com um teto anual de faturamento de R$ 81 mil. O MEI tem direito a um CNPJ, razão social e contratar até um colaborador com salário mínimo ou piso da categoria, emitir notais fiscais e acesso a todos os benefícios de uma pessoa jurídica.

Abrir uma empresa não é o maior desafio, apesar de toda a burocracia e demora na liberação de um alvará, uma licença, etc., o maior desafio está em permanecer "vivo", faturando e se estabelecer após o primeiro ano.

Para que um pequeno negócio sobreviva, é necessário investir em capacitação, conhecimento e inovação.

A velocidade com que as atualizações ocorrem está cada vez maior, a "janela de inovação" (tempo médio de uma inovação para outra) cada vez menor, e os pequenos sendo engolidos pelos grandes que se sentem ameaçados.

A grande diferença entre o pequeno negócio e as grandes organizações, está no tempo de resposta e velocidade de adaptação, os pequenos tem a característica e a vantagem de mudar e se transformarem com maior facilidades, coisa que os grandes não conseguem com tanta agilidade.

Por isso deixo a dica: Esteja sempre de olho nas novidades, não seja o último a saber, esteja na vanguarda das inovações e esteja sempre pronto para oferecer soluções viáveis para os problemas de seus clientes, caso contrário, esteja preparado para fechar!

O sonho do negócio próprio não pode se transformar em um pesadelo, uma realidade negativa que faz parte da vida de boa parte dos pequenos empreendedores que lutam diariamente para se manterem "respirando", vendendo o almoço para comprar a janta, isso se transforma em um círculo vicioso que detona com nossos pequenos negócios e acaba com o sonho de empreender em nosso país.

Boa sorte em seu empreendimento e sucesso pra você! Bruno Miranda - Especialista em Pequenos Negócios

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2020 by Bruno Miranda I Todos os direitos reservados